Juliana Oliveira Emagreceu 16 Kg

[kkstarratings]

Depois de Eliminar 16 Kg, a assistente do ‘The Noite com Danilo Gentili’ comemora nova fase e relembra período no convento





De dois anos para cá Juliana Oliveira emagreceu, e decidiu que iria cuidar melhor de sua saúde e, com isso, perder peso. Com o colesterol alto, dores de cabeça frequentes e o “sedentarismo gritando”, segundo ela, o corpo reclamava a falta de atenção. “Comecei a fazer dieta caseira, sem acompanhamento, nunca dá certo”, concluiu a assistente de palco do The Noite com Danilo Gentili.

Ai ela buscou ajuda profissional, em novembro de 2016, que os resultados começaram a aparecer. De lá pra cá eliminou 16 quilos, saltou do manequim 46 para o 38, viu sua disposição e autoestima aumentarem, assim como as paqueras. “Eu não me gostava antes para deixar outra pessoa me gostar. Agora estou com altos crushes, você não tem ideia”, brinca.

Antes da guinada, no entanto, veio a preocupação. Juliana temeu sofrer represálias na internet e até consultou o apresentador se perderia sua vaga caso emagrecesse. “Foi pela saúde mesmo, porque pela estética eu não me importava tanto. Fiquei com receio do pessoal (nas redes sociais) não perdoar, mas tenho recebido muitas mensagens de gente falando que eu estou servindo de inspiração”, comemora.



juliana do the noite emagreceu

Em bate-papo com Saúde & Receitas ela fala as mudanças em sua vida, conta que a mãe lavou seu autógrafo da banda Hanson e lembra de quando quis ser freira e foi convidada a se retirar do convento. “Sabe a sensação que nem Jesus te quer? Fiquei mal”, lembra.

Confira!

– Quando você iniciou o tratamento e como foi esse processo?
“Faz uns dois anos que venho tentando, principalmente, por causa do colesterol. Eu tinha muita dor de cabeça, o sedentarismo estava gritando. Fazia dieta caseira, sem acompanhamento, mas isso nunca dá certo. Foi quando no finalzinho de novembro comecei o método Afine-se, um procedimento estético que auxilia no emagrecimento. Peguei uma época bem contra a maré (com as festas de fim de ano). É muito diferente passar o Natal sóbria (risos), não bebi, não fiz nada. Pela primeira vez na vida me vi tomando conta de mim mesma.”

– Qual foi o maior desafio?
“A cervejinha no fim de semana. No quesito comida foi mais fácil porque foi a época que eu mais comi. Me alimento a cada três horas, mas coisas saudáveis. Agora estou renovando o guarda-roupa, odeio porque não tenho paciência para ficar experimentando. Mas aos 30 anos estou na melhor fase da minha vida, me olho no espelho e estou me amando.”

– Você está solteira, né? Mudou algo em sua vida amorosa?
“Sim, estou solteira há dois anos, mas não quer dizer que não fiz nada, quero deixar isso bem claro (risos). Eu não me gostava para deixar outra pessoa gostar de mim. Agora estou com altos crushes, você não tem ideia! Venci na vida (risos). Quem convive comigo está falando que é nítida a mudança na minha autoestima, é muito legal isso. Outra coisa que o pessoal tem falado é que me rejuvenesceu. Vejo foto de cinco anos atrás e parece que eu era mais velha. Meu guarda-roupa inteiro era muito esportivo, estou muito mais feminina.  Por “n” motivos eu não me arrumava.”



– Teve medo de “perder a graça”?
“Perguntei para o Danilo se eu perderia a vaga se emagrecesse. Mas entendi que quando me escolheram (no concurso para assistente do extinto Agora é Tarde em 2012) foi pela minha personalidade. Ele incentivava eu e o Diguinho a cuidar mais da saúde, passou o contato da endocrinologista dele… Mas eu estava com medo de sofrer represália na internet, que falassem “entrou gorda e agora quer virar panicat”. Emagreci mesmo pela saúde porque pela estética eu nem estava me importando tanto. Me deu receio do pessoal não perdoar, mas tenho recebido muitas mensagens de gente falando que eu estou servindo de inpsiração. Eu não contava com isso. O pessoal está me mandando fotos do antes e depois deles.”

– E teve uma fase que você quis ser freira, né? Como foi seu período no convento?
“Foi a fase que eu mais assisti Mudança de Hábito na minha vida (risos). Eu vim de berço católico, renovação carismática. Quando acabei o colegial eu tinha duas opções: ou ir para o teatro ou ir para o convento. Eu tinha uns 18 anos. Era tipo um asilo, as pessoas deixavam suas casas e cuidavam de senhoras. Pedi para fazer uma experiência vocacional, fiz retiro espiritual. Com nove dias me convidaram a me retirar. Sabe a sensação que nem Jesus te quer? Fiquei mal. Não fui nada de rebelde, acho que elas percebem quem tem vocação e quem não tem. Eu era fanática religiosa, queria debater com todo mundo. Hoje eu tenho certa espiritualidade, mas não consigo acreditar em instituição.”

– Em seus cinco anos na TV, qual momento foi mais especial?
“Quando o Jack Black estava para vir ao Brasil ele fez um vídeo falando que queria conhecer a gente e me citou. Aquilo foi surreal! Ele foi no programa e fizemos a cena do filme O Amor é Cego, ele é uma pessoa legal de verdade. Também é sempre especial quando vai alguém do Chaves, é uma vibe muito diferente, é muito infância. Ah, e teve uma vez que fui em uma coletiva com os Hanson. Foi mágico, meu Deus do céu! Eles autografaram a minha cinta-liga. A minha mãe não sabia o que era e lavou, mas eu tenho até hoje.”

– Você já ficou incomodada com alguma piada do programa?
“Tem uma equipe de roteiro, a grande parte do programa é roteirizada. Uma pequena parte é feita na base do improviso. Se alguém falar ‘essa piada eu não gosto’, tem todo um livre arbítrio. Um dia a gente está beijando o Luan Santana, e no outro está beijando o Marquito. São os altos e baixos da carreira.”

– Tem algo que você não toparia fazer?
“Já teve matéria de rapel que não rolou. Altura, pra mim, é complicado. Já dei show duas vezes. Fui descobrir que não gosto no programa.”



– Como é sua relação com o Danilo?
“O Danilo é um idiota, não dá para levar uma pessoa naquele nível à sério. A gente finge que se gosta, eu pego meu salário no final do mês e está tudo certo (risos). No começo foi meio broxante, eu achava que por ser a única menina na equipe eu seria tratada como um xodó, mas que nada! Acho que isso deu certo, todo mundo é tratado por igual.”

– Pretende voltar aos palcos?
“Dei uma parada. Precisei fazer stand up para ver que não gosto disso, prefiro personagens. Fiz para tirar peso da consciência, mas não é a minha praia. Penso em voltar e ter um solo, mas com personagem. Penso até em freira, inspirada em Mudança de Hábito. Mas agora tenho feito muitos eventos aos finais de semana, eventos fitness contando minha experiência, está muito legal. Ah, e também tenho o canal no YouTube que dei uma paradinha mas pretendo voltar logo. O show deve ficar mais pra frente.”

Achou interessante? Compartilhe com seus amigos :)