Revelado Câncer em Marcelo Rezende

[kkstarratings]

É Verdade Que Marcelo Rezende Esta Com Câncer?





Sim. O apresentador Marcelo Rezende, de 65 anos, revelou que está com um câncer no pâncreas, que se espalhou para o fígado. Ele gravou a entrevista para o Domingo Espetacular, exibido nesse domingo (14), no dia 8, poucas horas antes de ser internado em hospital de São Paulo. Seu repentino afastamento do comando do programa Cidade Alerta, da Record, gerou preocupação de seus telespectadores, que até então não sabiam o motivo do afastamento do apresentador.

revelado câncer em marcelo rezende

Marcelo contou em entrevista que se sentia cansado, indisposto e sem apetite. “Eu pensei: ‘estou doente’. Estou com alguma coisa no fígado, meu paladar mudou”, disse ele, que em seguida ligou para um médico e marcou um check-up. Foi aí que ele recebeu a notícia.

“Eu sei que vou atravessar um momento difícil, mas nada é difícil quando você tem Deus. E eu tenho”, falou o apresentador e jornalista. “Eu estou com cara de doente? Eu não serei doente. O homem que tem fé não tem medo, porque ele sabe que irá vencer”, completou, sem perder o bom humor. “Eu tenho cinco filhos, de cinco ex-esposas, e quem venceu cinco esposas e cinco sogras, vence qualquer coisa”, brincou ele.

Marcelo falou que a notícia deixou os filhos muito abalados: “eles ficaram alucinados, perturbados”. “A minha onda foi dizer para meus filhos que não tenham medo. Porque o medo deles pode me afetar. E nessa hora eu tenho que pensar em mim”.

marcelo rezende esta com cancer

O apresentador segue em tratamento com quimioterapia e mandou um recado aos fãs: “Ore por mim e aqueles que me amam, não se desespere. Eu não estou desesperado. Já já vamos estar juntos”.

Quais São os Sintomas e Sinais de Câncer No Pâncreas?

Ter um ou mais dos sintomas abaixo não significa que você tenha câncer de pâncreas. Muitos destes sintomas são mais susceptíveis de serem provocados por outras condições. Entretanto, se você tiver algum deles, é importante consultar um médico, para que a causa possa ser diagnosticada e, se necessário, iniciado o tratamento.

  • Icterícia

    Os cânceres que começam na cabeça do pâncreas podem comprimir o ducto biliar, na parte proximal, levando à icterícia. Quando o câncer de pâncreas se dissemina para o fígado, também pode causar icterícia. No entanto, o câncer não é a causa mais comum da icterícia. Outras causas, como cálculos biliares, hepatite e outras doenças do fígado, são muito mais comuns.

  • Dor Abdominal ou nas Costas

    Dor Abdominal ou nas Costas  Dor no abdome ou nas costas é comum no câncer de pâncreas, uma vez que o crescimento do tumor pode comprimir os órgãos vizinhos, provocando dor. O câncer também pode se disseminar para os nervos ao redor do pâncreas, o que muitas vezes provoca dores nas costas. Entretanto, o câncer de pâncreas não é a causa mais comum de dor abdominal ou nas costas, outras doenças podem causar o sintoma com mais frequência.

  • Perda de Peso e Falta de Apetite

    A perda de peso não intencional é muito comum em pacientes com câncer de pâncreas. Essas pessoas também se queixam de fadiga e cansaço.

  • Problemas Digestivos

    Se o tumor bloqueia a liberação do suco pancreático para o intestino, a pessoa pode não ser capaz de digerir alimentos gordurosos. A gordura não digerida pode provocar fezes pálidas, volumosas e gordurosas. O tumor pode também comprimir a parte distal do estômago e bloqueá-lo parcialmente, levando a náuseas, vômitos e dor, que tende a ser mais intenso após as refeições.

  • Aumento da Vesícula Biliar

    Se o câncer bloqueia o ducto biliar, a bile pode se acumular na vesícula biliar, provocando um aumento da mesma. Isto às vezes pode ser palpado pelo médico durante um exame físico, que solicitará exames de imagem para um diagnóstico mais preciso.

  • Coágulos Sanguíneos

    Às vezes, o primeiro sinal da presença de um câncer de pâncreas é o desenvolvimento de um coágulo de sangue numa veia da perna, denominado trombose venosa profunda. Em algumas circunstâncias um coágulo pode ir para os pulmões, dificultando a respiração, o que se denomina embolia pulmonar. Entretanto, ter um coágulo de sangue geralmente não significa ter câncer. A grande maioria dos coágulos de sangue é causada por outras razões.

  • Diabetes

    Raramente, o câncer de pâncreas exócrino causa o diabetes, mas frequentemente, existem pequenos problemas com o metabolismo do açúcar que não causam sintomas de diabetes, mas podem ser reconhecidos por exames de sangue específicos.

  • Urina Escura

    Às vezes, o primeiro sinal de icterícia é o escurecimento da urina devido a  bilirrubina. Como os níveis de bilirrubina no sangue aumentam, a urina passa a ter coloração marrom.

  • Fezes de Cor Clara

    Se o ducto biliar estiver obstruído, a bile e a bilirrubina não podem chegar ao intestino. Quando isso acontece, as fezes têm uma coloração mais clara.

  • Coceira na Pele

    Quando a bilirrubina se acumula na pele, pode provocar coceira, além de tornar a pele amarelada. O câncer de pâncreas não é a causa mais comum da icterícia. Outras causas, como cálculos biliares, hepatite e outras doenças hepáticas, são muito mais comuns.

  • Anormalidades do Tecido Adiposo

    Outro sinal do câncer de pâncreas é o aparecimento de irregularidades no tecido adiposo abaixo da pele, que é provocado pela secreção de enzimas pancreáticas que digerem o tecido gorduroso.

 

 

Achou interessante? Compartilhe com seus amigos :)